Notícias

Segundo pesquisa realizada pela Universidade de Ciências da Saúde da Geórgia, nos Estados Unidos, jovens que meditaram 15 minutos duas vezes por dia tiveram menor sobrecarga cardíaca após quatro meses.

A pesquisa contou com a participação de 62 adolescentes negros com hipertensão, divididos em dois grupos. A primeira metade de jovens meditou duas vezes por dia durante 15 minutos. A outra, recebeu apenas orientações sobre como reduzir a pressão arterial e os riscos para doenças cardiovasculares, mas não meditaram. O estudo durou quatro meses. Entre os jovens que fizeram as sessões de meditação, a massa ventricular esquerda, um indicador para futuras doenças cardiovasculares, estava menor ao final da pesquisa, quando comparados ao grupo controle.

De acordo com Vernon Barnes, um dos responsáveis pela pesquisa, a meditação transcendental proporciona ao corpo um descanso mais profundo que o sono. “Se praticada ao longo do tempo, a meditação pode reduzir os riscos de desenvolver doenças cardiovasculares”, conclui.

Pesquisa