Notícias

Pesquisa realizada na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz,  USP-Piracicaba, constatou que a casca de romã pode prevenir a doença de Alzheimer, doença degenerativa e incurável.

Verificou-se que a casca da fruta contém mais antioxidantes que seu suco e polpa. Os antioxidantes são essenciais para combater os radicais livres  responsáveis pelo surgimento de  doenças degenerativas.

Os pesquisadores obtiveram extrato da casca da fruta em pó,  que poderá ser diluído em sucos ou adicionado a outros alimentos líquidos.  A produção de  microcápsulas a base do produto  poderá ser  incorporado na dieta como um aliado na prevenção da doença de Alzheimer. No Brasil há cerca de 900 mil casos da doença.

Pesquisa