Notícias

Estudo conduzido pelo National Institute on Aging (Maryland, EUA) e a Universidade de Cambridge revela que correr regularmente estimula o cérebro. O exercício estimula o crescimento de centenas de milhares de novas células na região do cérebro ligada à formação e recordação de memórias. Correr melhora a capacidade de armazenar memórias sem as confundir. Uma capacidade crucial para a aprendizagem e outras tarefas cognitivas.

No estudo foram utilizados dois grupos de ratos. Um deles tinha acesso ilimitado a uma roda para correr. O outro grupo tinha acesso limitado à roda. Mediu-se a capacidade de memorização entre os dois grupos, por meio de imagens produzidas por computador. Se tocassem com o focinho na imagem da esquerda, recebiam um torrão de açúcar; se tocassem na direita, não eram recompensados.

O primeiro grupo ganhou a disputa e o dobro dos torrões. Os ratinhos que haviam corrido desenvolveram 6.000 novos neurônios por milímetro cúbico na zona do hipocampo, região cerebral responsável pela memória. O incremento de fluxo sanguíneo ao cérebro ou o aumento de hormônios incitado pelo exercício podem ser as causas do desenvolvimento de novos neurônios.

Pesquisa