Notícias

Em geral, a dor de cabeça súbita é motivada por circunstâncias específicas e tende a desaparecer à medida que que os agentes desencadeadores deixam de existir, não sendo necessária a consulta ao especialista.

No entanto, em casos mais sérios, com ocorrências frequentes de dor, a ponto de atrapalhar a vida em casa, no trabalho e na escola, ou quando essa dor vem acompanhada de náuseas, vômitos e rigidez no pescoço, é importante procurar ajuda médica. Especificamente em relação à enxaqueca, o tratamento pode ser feito com o intuito de interrompê-la, quando em progresso, ou mesmo preveni-la. No primeiro caso, alguns analgésicos e anti-inflamatórios costumam ter efeito satisfatório, especialmente quando se trata de sintomas moderados.

Já para a prevenção de ataques de enxaqueca, os remédios indicados são antidepressivos, anticonvulsivantes, betabloqueadores e bloqueadores de canais de cálcio, os mesmos indicados no tratamento de hipertensão arterial. Isso porque se acredita que a enxaqueca, medida por algumas substâncias químicas, como a prostaglandina, altere o diâmetro dos vasos sanguíneos cerebrais, sendo essa modificação a causa principal das dores. Os medicamentos citados, por sua vez, influenciam na produção da mesma substância, alterando o tônus dos vasos e controlando, assim, os sintomas da doença. 

Pesquisa