Notícias

Há quem diga que tomar vinho pode ser bom para a saúde. Em primeiro lugar, nunca é demais lembrar que beber mais do que o recomendado não traz qualquer benefício, e sim uma série de riscos à saúde. Já o consumo moderado, a famosa taça de vinho tinto durante o jantar tende a ser apontado como benéfica na prevenção de doenças cardíacas e neurológicas, como Alzheimer e Parkinson.

Aceita-se como benéfico o homem tomar diariamente até duas taças de vinho tinto e a mulher somente uma, pois a mulher tem menos água no corpo e também menos enzimas hepáticas, substâncias utilizadas para metabolizar o álcool ingerido, tornando-o mais tóxico.

Infelizmente, o vinho pode ser prejudicial para portadores de diabetes, pois aumenta os níveis de açúcar no sangue. Também para os pacientes com enxaqueca e pessoas obesas, já que cada taça de 125ml de vinho tinto tem aproximadamente 107 calorias. Para mulheres com tendência a desenvolver câncer de mama, os efeitos podem elevar a produção de estrógeno, hormônio potencializador da doença, bem como para mulheres em geral quando ingerida acima do recomendado (uma taça ao dia), porque pode favorecer o aparecimento de arritmia cardíaca denominada fibrilação atrial. 

Então a regra é válida sempre: beba com moderação. 

Pesquisa