Notícias

Anorexia nervosa, conhecida apenas como anorexia, é uma doença alimentar que se caracteriza pela autoinanição e pela perda excessiva de peso que pode levar a sérios problemas de saúde, inclusive à morte. O termo anorexia significa literalmente falta de apetite, mas as pessoas que sofrem da doença nem sempre deixam de sentir fome. O medo de engordar é que as fazem recusar a comida.

Mais comuns em mulheres que em homens, a anorexia geralmente começa na puberdade, mas pode se desenvolver a qualquer momento. Certos traços de personalidade, emoções e padrões de pensamento, bem como fatores biológicos e ambientais podem ser responsáveis pela anorexia. Baixa autoestima, ansiedade, raiva ou solidão também podem contribuir para o desenvolvimento da doença. Os padrões de magreza impostos pela sociedade aliado a beleza, também podem ter um impacto sobre o desenvolvimento da doença.

Sintomas

  • Rápida perda de peso ao longo de várias semanas ou meses;
  • Continuar a dieta mesmo com pouco peso;
  • Ter um interesse incomum em alimentos, calorias, nutrição, ou cozinhar;
  • Medo intenso de ganhar peso;
  • Hábitos alimentares estranhos, como comer em segredo;
  • Sentir-se acima do peso, mesmo estando magro;
  • Incapacidade de avaliar realisticamente o próprio peso do corpo;
  • Buscar a perfeição e ser muito autocrítico;
  • Influência indevida do peso ou forma de autoestima;
  • Depressão, ansiedade, irritabilidade;
  • Períodos menstruais infrequentes ou irregulares;
  • Uso do comprimido laxante, diurético, ou dieta;
  • Doença frequente;
  • Vestir roupas largas para esconder a perda de peso;
  • Exercício compulsivo;
  • Sentir-se inútil e sem esperança;
  • Retraimento social;
  • Baixa tolerância de tempo frio, cabelo e unhas quebradiças, pele seca, anemia, prisão de ventre, inchaço das articulações, cárie dentária, e um novo crescimento de cabelo fino sobre o corpo;
  • Problemas no coração, cérebro e rins;
  • Queda da pressão arterial, pulso e frequência respiratória;
  • Queda de cabelo;
  • Batimentos cardíacos irregulares;
  • Enfraquecimento dos ossos (osteoporose);
  • Desequilíbrio hidroeletrolítico;
  • A morte por inanição ou suicídio;


Diagnóstico
Diagnosticar anorexia pode ser um desafio. Vergonha e negação são características da doença, o que dificulta a descoberta por um longo tempo. Os sintomas irão ajudar, junto com testes de sangue, a descartar doenças físicas e avaliar o efeito da perda de peso no corpo. Se nenhuma doença física for identificada, um psiquiatra ou psicólogo deverão avaliar se há doenças mentais.

Tratamento
O tratamento da anorexia é um desafio, porque a maioria das pessoas com o transtorno nega ter o problema. Como todos os distúrbios alimentares, é necessário um tratamento ajustado para atender às necessidades de cada paciente. A desidratação, desnutrição, insuficiência renal, ou um batimento cardíaco irregular podem pôr em risco a vida do paciente. Voltar ao peso ideal e saudável, tratar problemas emocionais são os pontos principais na cura.

Quanto mais cedo for diagnosticada e tratada, melhor o resultado. O risco de uma recaída é elevado. A recuperação da anorexia geralmente requer tratamento a longo prazo. O apoio de membros da família pode ajudar a garantir o sucesso do tratamento. Hábitos alimentares saudáveis e atitudes realistas em relação ao corpo são fatores úteis na prevenção da anorexia. Se perceber que tem algum distúrbio alimentar, procure ajuda imediatamente. Lembre-se que distúrbios alimentares podem levar à morte.

Pesquisa